Notícias

Incontinência urinária

16/12/2014

A incontinência é a perda involuntária de urina pela uretra, ou seja, o indivíduo não tem controle da urina expelida. Isso acontece pelos mais variados motivos, mas em geral é uma falha no mecanismo urinário, quando o esfíncter, músculo que segura a urina, não consegue mantê-la dentro da bexiga. O problema acomete ambos os sexos, mas as mulheres correm  duas vezes mais risco de desenvolver incontinência.
A anatomia também influencia. A uretra da mulher, responsável por levar a urina até o meio externo, é pequena, tem cerca de quatro centímetros. Por isso, sua capacidade de retenção [da urina] é menor que a dos homens, cuja uretra pode chegar a 20 centímetros. Outra questão é que a passagem do bebê pelo canal de parto, no parto normal, também contribui para o aumento da incidência. Prova disso é que 40% das mulheres gestantes apresentam um ou mais episódios de incontinência urinária durante a gestação ou logo após o parto. No caso dos homens, a cirurgia para remoção de tumores da próstata (prostectomia radical) também pode estar associada à ocorrência de incontinência urinária. Cerca de 5% dos pacientes submetidos ao tratamento cirúrgico para câncer de próstata podem apresentar algum grau de perda urinária.

Dr. Eduardo M. Otani - Hospital Santa Maria de Goioerê - Fone: (44) 3522-1144.

Secondata