Notícias

Inflamação pélvica: causa e tratamento

07/09/2017

Causa:
Bactérias como clamídia ou gonococo, a mesma que causa a gonorréia, invadem o colo do útero - que funciona como uma barreira protetora natural entre a vagina e os órgãos reprodutivos - e por esse caminho se instalam no útero, trompas de falópio e outros componentes do sistema reprodutor feminino. O contato sexual ou algum procedimento cirúrgico (aborto, curetagem, dilatação da vagina) são as principais vias de contaminação.
Tratamento:
Para combater a infecção os médicos prescrevem antibióticos. Os analgésicos são recomendados quando há dor abdominal. Muitas vezes o tratamento exige repouso. Debelada a infecção, o médico deve pedir exames específicos de cultura de fluido vaginal e de imagens do útero para certificar-se de que não houve comprometimento dos órgãos reprodutores. Diante de resultado não conclusivo, poderá solicitar ainda ultra-som, biópsia endometrial ou laparoscopia. Casos avançados de inflamação pélvica podem exigir internação em hospital para acompanhamento da doença. Se ela for decorrente de doença venérea, o parceiro sexual também deve ser tratado.

Dr. Eduardo M. Otani - Hospital Santa Maria de Goioerê - Fone: (44) 3522-1144.

Secondata