Notícias

Varizes: fatores de risco e prevenção

05/07/2017

Fatores de risco que não podem ser mudados:
  1. Predisposição genética;
  2. Idade;
  3. Sexo.
Fatores de risco que podem ser mudados
  1. Sedentarismo – a atividade física é fundamental na prevenção e tratamento das varizes. ;
  2. Imobilidade – quando, por exigência profissional ou nas viagens longas, por exemplo, a pessoa é obrigada a permanecer sentada ou em pé por muito tempo, na mesma posição, qualquer exercício que facilite a contração e relaxamento da panturrilha ajuda a bombear o sangue de volta para o coração. ;
  3. Obesidade – o sobrepeso e as complicações associadas (pressão alta e diabetes são duas delas) representam sobrecarga para o sistema circulatório e aumentam o risco de desenvolver varizes, uma vez que a gordura acumulada no abdômen faz subir a pressão sobre os vasos e dificulta o fluxo normal do sangue, que vai criando bolsões nas veias das pernas. ;
  4. Tabagismo – as substâncias que entram na composição do cigarro deixam o sangue mais viscoso, o que dificulta a circulação e favorece seu acúmulo nas veias das pernas;
  5. Salto alto –  O fato é que o uso rotineiro de saltos muito altos e finos pode manter a musculatura da perna por muito tempo contraída, obstáculo que torna mais difícil o retorno do sangue venoso e permite que parte dele fique retida nas veias das pernas e dos pés.
Prevenir o aparecimento de varizes requer mudanças permanentes no estilo de vida. O fato de já ter retirado uma veia doente não impede que as lesões apareçam em outra veia dos membros inferiores. Por isso, a recomendação é não desconsiderar os primeiros sinais da doença. Embora, no geral, as varizes não representem um problema grave de saúde, alguns cuidados são indispensáveis para prevenir complicações.

Dr. Eduardo M. Otani - Hospital Santa Maria de Goioerê - Fone: (44) 3522-1144.

Secondata