Notícias

Anuscopia: veja as indicações e como é realizado o procedimento.

03/05/2017

Este exame destina-se a examinar especificamente o canal anal, que se encontra \"fechado\" pela ação constritiva do esfíncter anal, por isso a necessidade de se introduzir um anuscópio. Doenças comuns a serem examinadas e tratadas no canal anal são:
  • Hemorroidas
  • Fissuras
  • Fistulas
  • Condilomas
  • Papilas
  • Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
  • Prolapsos de mucosa retal
  • Doença de Crohn
  • Tumores.
Normalmente a anuscopia é realizada no consultório do coloproctologista. O paciente é posicionado em decúbito lateral esquerdo (deitar de lado com as pernas dobradas), com a parte inferior das vestes recuada ao nível das coxas a fim de se expor os glúteos e a região anal.

Utiliza-se a xilocaína em gel tópica para reduzir a dor e desconforto locais. Raramente é necessária sedação, a qual pode ser útil quando há dor e para alguns procedimentos ambulatoriais. Um anuscópio, dispositivo tubular curto com aproximadamente 2 cm de diâmetro é introduzido suavemente no ânus a fim de examinar o canal anal.

Dr. Eduardo M. Otani - Hospital Santa Maria de Goioerê - Fone: (44) 3522-1144.

Secondata